Resultado do Portfólio MD- (Set/17): +4,9%

1. Resultado

Mais um mês excepcional passou, e os ativos de risco continuaram em pleno voo. Isso sempre me relembra que é preciso estar comprado, e tentar acertar o timing perfeito só deixará a pessoa de fora. Vamos ao resultado:

Captura de Tela 2017-10-01 às 09.13.16
Resultado do Portfólio MD- em Set/17.

Se você não lembra ou não entendeu como eu calculei essas rentabilidades, faça uma pequena leitura onde explico aqui.

O resultado continua sendo anormal, mas o que importa neste momento é que estamos mostrando um fato. Se o ano acabar com essa rentabilidade acumulada, ou até menos mesmo, pois eu espero que venha uma correção, já estou bastante satisfeito.

Não há genialidade nenhuma nesse resultado que tenho realizado. Tudo nesse ano subiu. Qualquer um que comprou qualquer coisa mais volátil ou “arriscada” (ações, FIIs, títulos do Tesouro, debêntures) viu o valor subir como um foguete. Eu tive sorte no meu posicionamento, poderia ter ficado bem mal após o áudio do Joesley (o safadão), e vender “tudo”, mas estava viajando e com frieza comprei. Foi sorte, e por acreditar que o Brasil estará muito melhor lá em 2019. Enquanto o cenário no exterior continuar bom, o cenário para o Brasil continuará bonito.

Pensando no cenário macro e estando desapegado do curto prazo, sem dúvida o Brasil vai ficar melhor. A minha estratégia tem sido comprar nas quedas e aguardar. Paciência e Disciplina serão recompensadas.

Temos uma estimativa de Selic rondando entre 6,5% a 8,5% nos próximos dois anos, serão tempos bem mais difíceis de ter boa rentabilidade. Se reformarmos a previdência, os juros no Brasil poderão cair ainda mais… Precisamos estar posicionados.

2. Notas Pessoais

Hoje como nunca, acredito que a construção de patrimônio seja para alcançar a IF ou para complementar a aposentadoria, é conquistado aos poucos, lentamente, mês após mês.

Aportar bastante e mensalmente. Aqui sugiro a inversão da ordem feita pelas pessoas: não é para se gastar menos do que se ganha e utilizar o saldo para investir, mas sim decidir antecipadamente no início do mês o quanto se vai investir e passar o mês no orçamento planejado racionalmente. Desta forma se evitam as compras/consumos desnecessários.

Em setembro até estudei em um bom nível, mas pausei a leitura dos livros que estava lendo, pois os dias foram bem corridos com bastante trânsito entre as cidades viajadas.

  • Continuei a montagem da minha carteira de ações globais. É muito pouco que tenho, mas estou indo e se que é muito importante ter um pezinho em ações globais para não ficar exposto às barbeiragens do nosso país Bananil. Hoje tenho Google, Apple, IBM, Chevron, Gilead, Johnson & Johnson e Pepsico.
  • Continuei a montagem da minha carteira de moedas digitais. Comprei Bitcoin e Ether, e minha posição em Criptomoedas representa 0,8% do portfólio MD-. Acho muito interessante adicionar essa tipo de moeda em um portfólio, pois faz você estudar mais sobre o gerenciamento de risco e tamanho de exposição. Atualmente quero pulverizar em outras moedas digitais, e deixei várias ordens na pedra da corretora para comprar LTC, DASH, ZEC, XMR e XRP. Se acontecer algum pico de volatilidade nas cotações, talvez minhas ordens se executem. Não tenho pressa.
  • Apesar do preço do mercado estar elevado, eu comprei um pouco mais de ações que tem dividend yeld (DY) elevado, pois elas são um ótimo carrego durante momentos de Selic tão baixa.

3. Alocação de Recursos do Portfólio MD

Ela está apresentada no gráfico abaixo com seu histórico de distribuição entre os ativos.

chart

Este gráfico mostra que o portfólio MD está em sua alocação histórica máxima em ações. Eu até quero me desfazer de algumas, mas tentarei vender até 20 mil por mês para obter isenção de IR. Em geral, pessoa física não deveria vender ações a não ser que o negócio da empresa tenha ficado ruim. Ações não se vendem, se compram.

Neste momento, por questão de balanceamento de recursos, só quero comprar renda fixa, preciso aumentar meu caixa.

Tenho alocado para outubro/17:

  • 06%: Hedge: Ouro + Dólar + Opções.
  • 11%: FIIs.
  • 41%: Renda Fixa + PGBL.
  • 41%: Ações brasileiras.
  • 0,8%: Moedas Digitais.

O Portfólio MD tem recursos em Planos de Previdência PGBL, e os que possuo hoje são Verde AM Icatu Prev FIC FIM (60%) e Adam Icatu FIC Multimercado Prev (40%).

4. Proventos Recebidos

Todo mês eu continuo registrando a soma dos meus proventos recebidos (dividendos, cupons, aluguéis, JCPs) para saber qual a renda que meus ativos geram. Esse exercício é bom por dois pontos:

  • Você passa a perceber que comprar ações e fundos imobiliários tem o principal intuito de receber dividendos e fazer parte do negócio. Quem não entende olha uma ação+preço e quer vender depois. A não ser que você seja um trader profisional, comprar ações significa comprar bons negócios que geram utilidade para a sociedade, e a sociedade retornará um prêmio (receitas e lucro) aos que acreditaram no negócio e investiram seu capital.
  • Você passa a não ficar triste com as quedas pontuais no mercado, pois se o preço da ação cai, você passa a comprar mais do que você quer (ações) a um preço menor. Por consequência, você estará comprando um DY maior com o mesmo investimento.

A evolução deste gráfico é a mais sutil de todas. O gráfico mostra o quanto o processo de geração de riqueza é bastante lento, mas existe.

Eu estou bastante confiante que estas curvas irão aumentar nos próximos meses, pois ultimamente tenho comprado somente ativos bons, e esperarei trabalhando pacientemente até receber seus dividendos!

A média móvel dos proventos recebidos nos últimos 12 meses está no seu máximo! É mais um incentivo para a continuidade do método!

chart (1)

5. Fechamento

Estou muito satisfeito com o resultado temporário das minhas escolhas e da aleatoriedade (ou sorte) que tem me acompanhado.

Há uma frase que gosto bastante, e a aprendi ainda no ano 2000. O conceito é atribuído a Bernard of Chartres, mas ganhou relevância mesmo através de Isaac Newton. É o que a Wikipedia diz, mas a origem não importa aqui… serve somente para dar um viés de autoridade (ou relevância ao texto), o bom mesmo é sua essência.

“If I have seen further than others, it is by Standing on the Shoulders of Giants”.

“Se tenho visto mais longe que outros, é por estar sobre os Ombros de Gigantes”.

Somos o resultado de várias interações com as pessoas e sociedade, desde ainda antes de nascer. Os pais tem influência fundamental na formação dos filhos, estes que depois são influenciados pelos amigos da escola, os parentes, os professores, os colegas de trabalho, etc. As pessoas que encontramos na vida também nos marcam e dão sua contribuição para nosso processo de escolha, visão e entendimento ao nosso redor.

Os livros que lemos, os pensadores que seguimos, as idéias que discutimos tem uma influência enorme. Se tenho conseguido discutir boas idéias, é porque fui influenciado, montei conhecimento e inclusive repito os pontos… a partir do que gigantes fizeram.

Estas performances tem sidos excelentes, são resultado de algumas poucas escolhas minhas, um método, mas certamente são devidas enormemente ao cenário realizado da história.

 

Desempenho passado não garante o futuro, mas mantenhamos o método, pois ele prevalecerá ao longo do tempo! Aporte e rentabilidade, através de disciplina e paciência!

Um abraço!

MDElsewhere in India

maxresdefault

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s